close
logorovivo2

NOVELA: Promessa de campanha, nova rodoviária de PVH não está nem no papel ainda

Município não tem local definido, não sabe o valor da obra e muito menos o modelo de administração do novo terminal prometido em campanha.

RONDONOTICIAS

20 de Agosto de 2018 às 15:49

NOVELA: Promessa de campanha, nova rodoviária de PVH não está nem no papel ainda

FOTO: (Divulgação)

Em quase dois anos de mandato, a administração municipal de Porto Velho ainda não conseguiu encontrar um terreno para a construção da nova rodoviária e o dinheiro destinado pelo governo do estado, que inicialmente estava na casa de R$ 40 milhões e depois baixou para menos de R$ 30 milhões, deverá ser devolvido aos cofres do governo, se o município não conseguir iniciar a obra.

 

De acordo com a prefeitura, diversos terrenos foram buscados, mas nenhum se adéqua à necessidade do município para a construção do terminal rodoviário, que foi uma das principais promessas do prefeito Hildon Chaves (PSDB) na campanha de 2016, quando o candidato Hildon foi à Rio Branco mostrar o exemplo da bela rodoviária da capital do Acre, classificando o atual prédio portovelhense como um verdadeiro lixo.

 

Na Secretaria Municipal de Trânsito, Mobilidade Urbana e Transporte (Semtran) a informação é de que a administração, temendo perder os recursos, está avaliando a área da atual rodoviária para receber a construção. De acordo com a Semtram, já foi realizado um levantamento na área da atual rodoviária para ver a possibilidade de construir o novo terminal no mesmo local. Mas ainda está em fase de estudos.

 

A prefeitura pretende construir a nova rodoviária através de uma Parceria Pública Privada (PPP), com cuja empresa construtora terá o direito de exploração das atividades da rodoviária, porém o projeto para a escolha da empresa responsável pela construção do novo terminal rodoviário de Porto Velho, porém o projeto ainda não está nem no papel. Nenhuma empresa ainda manifestou o interesse em participar da Parceria. A prefeitura nem sabe quanto vai gastar com o novo prédio.

 

De acordo com o secretário da Semtran, Carlos Henrique da Costa, essa ação que vem da prefeitura em fazer um estudo para a concessão e PPP é em função da necessidade da cidade ter uma rodoviária mais moderna para a população. O orçamento para a obra ainda está em fase de estudo e, como vai ser uma PPP, a Semtran inda não tem os detalhes para poder informar.

 

Ainda segundo o secretário Carlos Henrique da Costa, a tendência é que apareçam várias propostas porque existe uma atratividade para o investimento. Dentro do projeto, que está em fase de estudos, deverá ser definido o tamanho do saguão do novo terminal, a capacidade de veículos que vai precisar de vagas, de entrada para os ônibus, capacidade de estacionamento, capacidade para poder agregar a parte de táxi e mototáxi, entre outros.

 

 

Terminal urbano

 

No mesmo local também está sendo estudado junto com a rodoviária a construção de uma nova estação de integração para o transporte coletivo. “O ponto no local é mais centralizado. E dali nós conseguimos integrar os ônibus da zona Leste, zona Norte e zona Sul. Então existe essa possibilidade de um terminal de integração para o transporte coletivo, possivelmente no mesmo local com uma estrutura melhor e mais adequada e que proporcione mais conforto e qualidade para a população”, enfatizou o secretário.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS