close
logorovivo2

Ruim com Nazif, pior com Hildon

POR VALDEMIR CALDAS

21 de Setembro de 2018 às 09:19

Responda rápido: você acha que a educação municipal melhorou depois que o senhor Licório assumiu a SEMED? Antes de qualquer coisa, deixo claro que respeito à sua opinião, independente de qual seja ela. Se você disser que não, você integra uma legião de decepcionados e revoltados, composta, em sua maioria, por país de alunos da área rural, que há vários meses estão sem aula por falta de transporte escolar.

 

Agora, se você disser que sim, ou seja, que melhorou, desculpe-me decepcioná-lo, mas você, com certeza, deve compor o time dos bajuladores que vivem mamando nas flácidas tetas da administração municipal – só no gabinete do prefeito Hildon Chaves são quase quinhentos, segundo denunciou a vereadora Ellis Regina, durante pronunciamento feito da tribuna da Câmara, na Sessão de terça-feira (18).

 

Se o barco da educação municipal andou avariado na administração Mauro Nazif, no governo Hildon Chaves, naufragou de uma vez. A nomeação do senhor Licório não ajudou em absolutamente nada. Pelo contrário, representou mais um problema para o prefeito. Na esfera estadual, a situação vai de mal a pior, principalmente, depois que técnicos teriam sido substituídos por aliados políticos do ex-prefeito Mauro Nazif.

 

E não se diga, porém, que as críticas sofridas pelo chefe do executivo portovelhense se circunscrevem, apenas, à área da educação. Nada disso. A saúde entrou em colapso, em estado de prostração extrema. O sistema de transportes e trânsito tornou-se alvo fácil de críticas e chacota.

 

A permanência do senhor Licório, por certo, aumentará as atuais dificuldades da administração Hildon Chaves, cuja gestão vem empurrando a popularidade de seu colega de partido e candidato ao governo de Rondônia, Expedito Junior, ladeira a baixo, apesar do esforço que o candidato a vice-governador Maurício Carvalho e sua equipe de coladores vêm fazendo para reverter o placar.

 

Recorde-se que, durante a campanha eleitoral que o conduz ao palácio Tancredo Neves, o prefeito prometeu executar um conjunto de ações operativas em favor do atendimento e questões que afetam a população portovelhense e que, por isso mesmo, se inscreveram no seu anunciado programa de governo. Hoje, porém, o que se vê é exatamente o oposto.

 

A indicação do senhor Licório para a Secretaria Municipal de Educação foi mais um tiro no pé do prefeito. Foi o mesmo que trocar seis por meia dúzia. E os reflexos dessa e de outras mudanças desastrosas são cada vez mais visíveis, aumentando, assim, as dificuldades crescentes que o prefeito terá para manter a base política que o sustenta.

 

Os vereadores Antonio Carlos da Silva e Ellis Regina já abandonaram o barco da administração tucana. Pelo andar da carruagem, não é preciso muita engenhosidade para saber quem será o próximo.

 

MAIS COLUNAS

Valdemir Caldas

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS