close
logorovivo2

Colisão entre carretas deixa motorista ferido na BR 364

Colisão entre carretas deixa motorista em estado gravíssimo; cabine ficou no meio da pista

EXTRA DE RONDÔNIA

20 de Fevereiro de 2018 às 13:37

Colisão entre carretas deixa motorista ferido na BR 364

FOTO: (Divulgação)

Acidente aconteceu por volta das 14h30 desta segunda-feira, 19, no KM 62 – da BR-364, próximo a ponte do Rio Ávila cerca de 55 quilômetros de Vilhena.

 

De acordo com informações do motorista Avalnice Pereira da Cruz, de 44 anos, popular (Cabeça) que conduzia a carreta Rodo trem Scania Placas NAD-8435/Brasiléia-Acre, seguia sentido Porto Velho, quando após passar pela ponte sobre o Rio Àvila, avistou a carreta Cegonha com placas DPE-5167-São Bernardo do Campo-São Paulo, no qual o motorista trafegava em sentido contrário e fazia ziguezague na pista.

 

Cabeça contou que provavelmente o condutor da Cegonha identificado pelas iniciais E.A.P.P; de 37 anos, perdeu o controle de direção, pois chovia muito na hora do acidente.

 

Cabeça é funcionário de uma empresa de transporte com sede em Brasiléia-Acre, mas tem ponto de apoio em Vilhena. O condutor do Rodo trem relata que tirou o máximo que pode, pensou até em tombar a carreta para não bater de frente, mesmo assim o choque foi inevitável.

 

No impacto, a cabine da Cegonha arrancou e ficou uns 30 metrôs longe do cavalinho. O motorista sofreu politraumatismo e ficou preso as ferragens.

 

Cabo Ayala bombeiro militar da cidade de Cacoal viajava com seu irmão Jeanderson que estuda medicina na Bolívia, foram os primeiros a chegarem ao local do acidente.

 

Ayala conta que o motorista estava agonizando preso as ferragens, mesmo assim, ele e seu irmão, com ajuda de outras pessoas que chegavam, não mediram esforços para retirar a vítima, e com isso, logo que uma equipe dos bombeiros de Vilhena chegou fizeram todo o procedimento e em seguida levaram o carreteiro ao pronto-socorro do Hospital Regional.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS