close

OLIMPÍADA DE FÍSICA : Aluno do Colégio Sapiens é único medalhista em Rondônia

Em 2018, Luan Thierry (17), aluno do Colégio Sapiens, conquistou a medalha de prata na disputa com estudantes da 2ª série do Ensino Médio de todo Brasil

ASSESSORIA

15 de Maio de 2019 às 15:12

OLIMPÍADA DE FÍSICA : Aluno do Colégio Sapiens é único medalhista em Rondônia

FOTO: (Assessoria)

Organizada pela Sociedade Brasileira de Física (SBF) juntamente com Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), a Olimpíada Brasileira de Física é realizada em todas as escolas públicas e privadas do país e tem o objetivo de despertar o interesse dos estudantes pela disciplina, além de desafiar os alunos e aproximá-los do ensino superior.

 

Em 2018, Luan Thierry (17), aluno do Colégio Sapiens, conquistou a medalha de prata na disputa com estudantes da 2ª série do Ensino Médio de todo Brasil. Ele passou pelas três fases da prova: a primeira prova, teórica; a segunda, também teórica a partir da nota de corte da primeira; e a terceira, dissertativa, teórica e experimental.

 

Luan, hoje na 3ª série do Ensino Médio Integral, foi o único medalhista de Rondônia na OBF 2018 e se prepara para as provas deste ano. “Eu vi uma olimpíada uma oportunidade que ia agregar no meu currículo e na minha vida pessoal. Sem contar na oportunidade de me divertir com a competição e me desafiar com outros estudantes do país”, comenta o aluno.

 

De acordo com Tarso Holanda, professor de Física do Colégio Sapiens, é uma honra para Rondônia ter um estudante medalhista na olimpíada, com excelente resultado. “Além da participação, do desafio, do estímulo e desenvolvimento na disciplina, os participantes podem colher frutos no futuro. Uma ex-aluna já me ligou pra contar que a sua participação na OBF foi o diferencial pra ela conseguir uma vaga de participante no programa Ciências sem Fronteiras”, destaca.

 

Cida Fernandes, diretora pedagógica do Colégio Sapiens – Unidade Jardim das Mangueiras, incentiva que cada vez mais alunos se interessem pelas olimpíadas de todas as disciplinas. “Cada oportunidade deve ser aproveitada com muito afinco, onde cada estudante dê o seu máximo, sempre. A educação está mudando e o aluno é protagonista do seu caminho. Atividades como esta, independente de ganhar medalha, tem um grande significado na vida escolar de todos”, afirma.

 

 

Enem

 

As Olimpíadas de Física e demais disciplinas que os alunos participam servem também como preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). As questões de Física, por exemplo, segundo o professor Tarso, são mais aprofundadas e complexas na OBF do que no Enem.

 

Luan comenta que quer uma boa pontuação no Enem para ingressar em Engenharia no próximo ano. “Tenho certeza que as questões de Física vão contar bastante nesse resultado. Estou estudando bastante pra melhorar meu resultado na olimpíada deste ano e assim conseguir atingir a meta com o Enem 2019”, acrescenta.

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS