close
logorovivo2

Corsa Classic e Celta recebem piores notas em testes

CARROÇAS – Corsa Classic e Celta recebem piores notas em testes

DA REDAÇÃO

21 de Dezembro de 2011 às 12:07

Corsa Classic e Celta recebem piores  notas em testes

FOTO: (Divulgação)

Quando você leitor busca a compra de um carro zero quilometro, não só o conforto e a aparência são itens a serem analisados. A segurança veicular deve ser o balizador para o consumidor. Ou você colocaria sua família em risco, rodando em verdadeiras carroças.
Os veículos Celta e Corsa Classic da montadora Chevrolet receberam as piores notas nos testes.
Para orientar o consumidor na hora da compra e não levar gato por lebre, o Latin NCap Programa de Avaliação de Carros Novos na América Latina divulgou recentemete os resultados do segundo teste realizado com veículos da região. A entidade diz que confirmou um alto risco de lesões fatais para os motoristas e ocupantes que implicam perigo de vida.
Os modelos testados na segunda fase foram: Chevrolet Celta, Chevrolet Corsa Classic, Chevrolet Cruze LT, Fiat Novo Uno Evo, Ford Focus Hatchback, Ford KA Fly Viral, Nissan March e Nissan Tiida Hatchback (com 1 e com 2 airbags).
Os testes de impacto frontal feitos a 64 km por hora contra um obstáculo deformável, que simulava outro automóvel, comprovam que a segurança dos carros mais vendidos na América Latina é equivalente à dos europeus de 20 anos atrás.
Em termos de segurança para passageiro adulto, os carros de “uma estrela” -no máximo são 5 estrelas- continuam dominando o mercado latino-americano. Receberam essa nota Chevrolet Celta, Chevrolet Corsa Classic, Fiat Novo Uno e Ford Ka. Todas as versões avaliadas desses carros não possuem airbag.
Nesse quesito, os pontos são obtidos pontos a partir dos testes de impacto frontal. Também, são utilizados modificadores para estender as avaliações e cobrir diferentes tamanhos de pessoas sentadas em uma variedade de posições; especialmente, na área de contato com os joelhos.
Em relação à segurança de crianças dentro do carro, Tiida, March e Classic receberam uma só estrela, das cinco possíveis. Celta e Uno conseguiram duas. O Ka levou 3 estrelas, assim como o Focus e o Cruze. Este último foi o primeiro testado pelo Latin NCap com sistema Isofix, para fixar a cadeirinha no banco.
Nesses testes, o Latin NCAP usa dummies (bonecos) representativos de 18 meses e 3 anos de idade nos testes de impacto frontais e laterais. Além de estudar os resultados dos testes de impacto, a organização diz que verifica a clareza das instruções, bem como a instalação dos bancos, para ter certeza de que a cadeirinha infantil possa ser ajustada de maneira segura.
 O Latin NCAP diz que os testes evidenciam carrocerias frágeis e incapazes de aguentar fortes impactos, além de estruturas perigosas que apresentam graves riscos de lesão e até de morte a seus passageiros, especialmente a região da cabeça do motorista. "Modelos populares foram falhos em oferecer proteção adequada, sobretudo ao peito do motorista, mas também devendo muito em segurança às pernas e aos joelhos dos passageiros", diz a nota.
Os resultados apontam pontos fracos do desempenho estrutural de alguns dos carros mais populares da região. A integridade da carroceria é fundamental para proteger os passageiros e evitar que sejam feridos, mesmo com a presença de airbags. Uma carroceria estável pode contribuir também para a saída dos passageiros, que precisem de cuidados e resgate após uma colisão.
A organização criticou o fato de que, entre os modelos avaliados, só os mais caros conseguiram boas notas. "Na Europa até os carros mais baratos contam com airbags (motorista, passageiro e cortina lateral) e oferecem melhor segurança estrutural. Isso mostra que os maiores fabricantes de veículos sabem como fazer veículos com preços acessíveis que estejam de acordo com os padrões da Organização das Nações Unidas (ONU)", afirma o comunicado.

O Latin NCap, braço do Euro NCap, que aplica alguns dos testes mais rigorosos para carros na Europa é uma iniciativa conjunta da Federação Internacional do Automóvel (Fia), a Fundação Fia, a Global New Car Assessment Programme (GNCap), a Fundação Gonzalo Rodríguez, o Banco Interamericano de Desenvolvimento e a International Consumer Research & Testing (ICRT).

VEJA VÍDEO DO CELTA

VEJA VIDEO DO CORSA

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS