close
logorovivo2

É COVARDIA - Sem poder se defender Bolsonaro vê PT avançar

POR OSMAR SILVA

26 de Setembro de 2018 às 09:18

 

Sem condições de se defender do ataque brutal dos adversários, Bolsonaro estabiliza e o PT avança. A facada do Adélio não foi só útil. Foi utilíssima para os adversários do Jair. Ninguém está encontrando nada. É o tal do ‘lobo solitário’, dizem. Só não explicam o súbito interesse de uma bancada cara de advogados pelo criminoso. Contratados por uma igreja. Que igreja e por que? Avidez por publicidade ... não, acho que não! Tem angu de caroço aí.

 

A útil e cruel facada não foi suficiente. Mesmo quem não nutre simpatia pelo candidato nem é seu eleitor, não deixa de perceber a ferocidade com que o atacam. E o fazem em ataque desigual e covarde. O oponente, que tanto medo provoca nos ladrões do Brasil e do povo brasileiro, está há 15 dias num leito de hospital. Sem condições de defesa. Lutando pela própria vida.

 

Mas seus algozes não estão nem aí. E aproveitam, deitam e rolam, pois, sabem que o raciocínio e a resposta rápida, à altura do ataque sofrido, está sem condições de reagir. É como bater em bêbado, velho, doente ou criança. É moleza.

 

Bolsonaro, impedido de abraçar e ser recebido em apoteose pelos seus, assiste, do leito de hospital, os lobos avançarem sobre as avelhas carentes de pastor. Ele e todos, testemunhamos ainda, as velhas raposas da política de ‘dá um tostão e leva pra casa um milhão’, se prestando a todo tipo de papel. O bom, é que eles finalmente estão mostrando a verdadeira cara.

 

Olhem só que papel triste e infame está fazendo o seu Geraldo José Rodrigues Alckmin Filho. Com aquele jeito de velha e boa senhora, cordata e até pacificadora, cedeu lugar para um sujeito cheio de ódio, rancor e ira descontrolada contra quem está de cama. Isso só mostra o quanto a ausência é atrevida. Sem ter que enfrentar a presença e o olhar do outro, é um assombro de coragem e ousadia. Tudo para salvaguardar os interesses próprios e dos que sempre lhe fizeram companhia.

 

O Ciro Gomes ia bem até que resolveu também bater em indefeso. Resultado: ao invés de subir, começou foi cair e ficar longe, a cada dia, do segundo turno. O Alkmim nem decolou do ponto de largada. Mas a campanha serviu para mostrar que de cordeiro ele não tem nada. É lobo mau. Só que, agora, não engana mais nem a ‘Chapeuzinho Vermelho”.

 

Já a Marina nos está dando uma lição de como fazer uma campanha política para conquistar o último lugar no certame. Ela vai conseguir ganhar até do Zé Maria e do Eymael. Terá sua vitória.

 

Há 12 dias da eleição em 1º turno, a definição caminha para a polarização entre Bolsonaro e Haddad. Entre ‘Coxinhas x vermelhos’. Só um grande fato ou um desastre eleitoral mudará esse cenário. E, no segundo turno, Bolsonaro estará apto para a luta final. Que ganhe o melhor. Hã! Eu disse ‘o melhor! ’ Para quem? Pois corremos o risco de ver que, quem fato sairá como o grande perdedor, será a Nação brasileira. Que o Todo Poderoso nos defenda.

MAIS COLUNAS

Osmar Silva

Osmar Ferreira da Silva, 70 anos, jornalista, bacharel em direito pela Uniron, vindo da Bahia ha 36 anos, fundador do Jornal O Parceleiro em 1979 em Ariquemes, e Gazeta de Rondônia em 1980 em Ji-Paraná, escritor ficcionista e poeta inédito. Ex-secretário de Justiça, ex-diretor do Sebrae, no governo Jerônimo Santana, ex-presidente do Iteron(Instituto de Terras de Rondônia) no governo Osvaldo Piana, ex-secretário de Administração e ex-secretário de saúde de A

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS