close
logorovivo2

AMISTOSO: Em ritmo de treino, Brasil vence Arábia e Jesus encerra seca de gols

Em temperatura acima dos 30 graus, muito distante do que encontrou em sua preparação em Londres, o Brasil não acelerou tanto o jogo contra os sauditas e só conseguiu ter momentos de maior destaque em lances de Neymar

UOL

13 de Outubro de 2018 às 11:39

AMISTOSO: Em ritmo de treino, Brasil vence Arábia e Jesus encerra seca de gols

FOTO: (Divulgação)

O ritmo do jogo certamente não foi o que Tite esperava, mas o Brasil fez o suficiente nesta sexta-feira (12) em Riad. Contra a Arábia Saudita, a seleção brasileira venceu sem grandes dificuldades por 2 a 0. Os gols do amistoso foram anotados por Alex Sandro e Gabriel Jesus, que encerrou dessa forma seu jejum particular que durou toda a Copa do Mundo. 

 

Em temperatura acima dos 30 graus, muito distante do que encontrou em sua preparação em Londres, o Brasil não acelerou tanto o jogo contra os sauditas e só conseguiu ter momentos de maior destaque em lances de Neymar. Foi a terceira vitória em três jogos desde a Copa, mas todos contra rivais de nível técnico inferior - no mês passado, a seleção venceu Estados Unidos e El Salvador. 

 

A expectativa fica, então, pelo próximo jogo, que promete dar mais parâmetros ao treinador. Terça-feira (16), diante da Argentina, em Jeddah, o Brasil terá seu primeiro rival de mais respeito. Para essa partida, nomes como Alisson, Filipe Luís, Danilo, Miranda e Firmino são esperados na equipe. 

 

Neymar assume criação e é o melhor em campo

 

 

Buscou o jogo a todo momento e mostrou cada vez mais que assistências e bons passes fazem parte do repertório de seu jogo. Foi quem deixou Gabriel Jesus na cara do gol para abrir o placar em Riad. Após o intervalo, jogou centralizado, como também tem atuado no PSG, e deixou Lucas Moura sozinho para marcar - o arqueiro, porém, impediu. Foi dele, em escanteio, o cruzamento para Alex Sandro ampliar. 

 

Gabriel Jesus volta a balançar as redes

 

 

 

Sem gols pela seleção desde o último amistoso pré-Copa, contra a Áustria, Gabriel Jesus voltou ao ritmo diante da Arábia Saudita. Ele anotou aos 42min do primeiro tempo, após assistência de Neymar, e repetiu a tradicional comemoração "alô, mãe". Com isso, chegou a 11 gols com a camisa do time adulto brasileiro. 

 

Neymar acaba vaiado

 

Mesmo com toda idolatria dos sauditas desde que desembarcou no país, Neymar teve que encarar uma certa hostilidade da torcida no duelo desta sexta. Desde o início, o camisa 10 ouvia vaias quando tocava na bola. Philippe Coutinho e Gabriel Jesus também, mas em menor escala. Ao longo da partida, a torcida parecia ter "esquecido" do craque. Nos minutos finais, no entanto, o atacante do Paris Saint-Germain foi novamente algo do público. No lance do segundo gol, muitas vaias ao atleta antes da cobrança de escanteio que gerou o gol de Alex Sandro. 

 

Pablo faz boa estreia e ajuda até em gol

 

Estreante da partida em Riad, o zagueiro Pablo foi o principal teste do treinador Tite contra os sauditas. Ele tem promovido um rodízio entre Thiago Silva e Miranda nas convocações com o objetivo de abrir espaço para novos defensores. O ex-corintiano, que defende o Bordeaux, não causou nenhum susto, salvou uma bola difícil e até ajudou no gol de Gabriel Jesus, iniciado por um desarme dele. 

 

Coutinho joga em antiga posição após longo período

 

Adaptado por Tite já há algum tempo como meia armador, Coutinho saiu da faixa central para jogar pela ponta no amistoso com os sauditas. Foi dessa maneira, ao longo das Eliminatórias, que o camisa 11 atuou em boa parte do tempo. Em Riad, jogou aberto pela direita em 45 minutos, e foi deslocado à esquerda quando Lucas Moura foi a campo. 

 

Tite faz testes no segundo tempo

 

 

Com o ritmo lento do amistoso, Tite aproveitou para fazer modificações. Lucas Moura entrou na vaga de Fred, já no intervalo, para deixar o time mais ofensivo. Quase marcou, minutos depois, em lindo passe de Neymar. Walace, chamado pela primeira vez pelo treinador, foi visto por 25 minutos na vaga de Casemiro. Richarlison e Arthur, que concorrem a uma vaga contra a Argentina, também foram utilizados. 

 

VAR causa expulsão de goleiro saudita

 

O árbitro de vídeo salvou o holandês Danny Makkelie de cometer um erro grave. Al-Owais, goleiro saudita, tocou com a mão fora da área para interceptar um ataque brasileiro, mas ele não notou. Quase um minuto depois, o VAR foi chamado para que o arqueiro fosse expulso. 

 

Alex Sandro impede a vitória pelo placar mínimo

 

Presente à partida em Riad, o lateral da Juventus atacou pouco durante o primeiro tempo, mas apareceu no final quando o placar parecia encaminhado para 1 a 0. Livre na área do time saudita, escorou cruzamento de Neymar em escanteio para dobrar a vantagem. Foi o primeiro dele com a camisa da seleção. 

 

Torcedor com megafone atrapalha transmissão 

 

 

 

 

A torcida do Al Hilal, clube dono do estádio que recebeu o amistoso, acabou por atrapalhar a transmissão graças a um fato atípico. Com um megafone, fez festa e tentou animar o público durante todo o jogo, mas gerou muitos ruídos.   

 

Mulheres assistem seleção brasileira pela 1ª vez

 

Torcedora acompanha amistoso entre Arábia Saudita e Brasil

 

O amistoso desta sexta-feira marcou a primeira vez que mulheres puderam assistir a seleção brasileira no estádio na Arábia Saudita. Liberadas para frequentar praças esportivas no início de 2018, no entanto, elas ainda sofriam com algumas restrições. As moças ficaram em um setor separado – "família" – no anel superior do estádio e não podiam interagir com homens que não fossem seus maridos.

 

FICHA TÉCNICA

 

ARÁBIA SAUDITA 0 x 2 BRASIL

 

Data: 12 de outubro de 2018, sexta-feira
Horário: 15h (de Brasília)
Local: King Saud University Stadium, em Riad
Árbitro: Danny Makkelie (Holanda)
Assistentes: Hessel Steegstra e Mario Diks  
Cartão vermelho: Al-Owais
Gols: Gabriel Jesus, aos 42min do primeiro tempo, e Alex Sandro, aos 52min do segundo tempo
Público: 23401 presentes

 

ARÁBIA SAUDITA: Al-Owais; Al-Burayk (Al-Muwallad), Hawsawi, Al-Boleahi e Al-Shahrani; Al-Mogahwi (Ghaleb), Ateef, Al-Faraj, Al-Bishi (Al-Shehri) e Al-Dawsari (Sulaimani); Bahbir (Malayekah). Treinador: Juan Antonio Pizzi

 

BRASIL: Ederson; Fabinho, Marquinhos, Pablo e Alex Sandro; Casemiro (Walace); Coutinho (Arthur), Fred (Lucas Moura), Renato Augusto e Neymar; Gabriel Jesus (Richarlison). Treinador: Tite. 

 

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS