close
logorovivo2

Homem condenado por extorquir atacante Diego Tardelli é preso

Arthur Venâncio Duarte Barbosa, de 28 anos, estava foragido. Crime ocorreu em 2010 e condenação foi em março de 2014

ESTADO DE MINAS

22 de Fevereiro de 2018 às 14:41

Homem condenado por extorquir atacante Diego Tardelli é preso

FOTO: (Divulgação)

A Polícia Militar de Itabira, na Região Central de Minas Gerais, prendeu na madrugada desta quinta-feira um foragido da Justiça que havia sido condenado em março de 2014 pelo crime de extorsão contra o atacante e ex-jogador do Atlético-MG Diego Tardelli, atualmente no Shandong Luneng da China.

 

De acordo com a corporação, Arthur Venâncio Duarte Barbosa, de 28 anos, estava em casa, no Bairro Amazonas, quando foi localizado e preso. Havia um mandado de prisão em aberto para o homem desde julho de 2017.
 

Diego Tardelli foi vítima do crime em junho de 2010 e registrou um boletim de ocorrência na 4ª delegacia da Polícia Civil, no Centro de BH. Na queixa, consta que um homem enviou mensagens para o jogador, identificando-se como hacker e dizendo que havia criado um software que conseguia capturar todas as telas de celular e computador usadas por Tardelli. 

 

Ainda conforme a ocorrência, o suspeito ameaçou divulgar o material, dizendo que isso poderia causar “transtornos incalculáveis” à carreira do jogador. Consta ainda no boletim de ocorrência que o homem exigia R$ 100 mil do atleta para não divulgar o conteúdo.
 

Após os registros, a Polícia Civil começou a investigar o caso e, em 30 de junho de 2017, Arthur Venâncio Duarte Barbosa foi preso no Centro de BH, em cumprimento a mandado judicial. O inquérito foi finalizado e, nos autos do processo, constam cópias das mensagens enviadas por Arthur ao jogador, com cobranças e ameaças. 
 

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) informou que Arthur Venâncio foi  condenado em 27 de março de 2014 a cinco anos e quatro meses em regime semiaberto, mas recorreu por três vezes da pena, sendo a última ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), solicitando que o cumprimento fosse em prisão domiciliar, mas o pedido foi negado.
 

O cumprimento da pena, segundo o TJMG, começou em 5 de julho de 2017, e o mandado de prisão cumprido na madrugada desta quinta-feira foi expedido em 18 do mesmo mês pela magistrada. 
 

A assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) informou que Ricardo Henrique Pinto Coelho, de 25 anos, também foi condenado por envolvimento no crime e está preso. 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS