close
logorovivo2

DIA DA MPB: Confira a coluna "Lenha na Fogueira", por Zékatraca

Celebrada no dia 17 de outubro (quarta feira passada), a MPB faz festa diária na vida de todo cidadão brasileiro.

ZÉKATRACA

20 de Outubro de 2018 às 10:27

DIA DA MPB: Confira a coluna "Lenha na Fogueira", por Zékatraca

FOTO: (Divulgação)

Atenção colegas jornalistas, que estão no maior amor com o SINJOR - Inscreva-se na “BOLSAS DE EMPREENDEDORISMO PARA JORNALISTAS”.

 

*********

 

O International Center for Journalists (ICFJ) está com inscrições abertas para a primeira rodada de 2019 do seu programa “A Digital Path for Entrepreneurship and Innovation for Latin America” (“Um caminho digital para o empreendedorismo e a inovação na América Latina”).

 

*********

 

A organização selecionará jornalistas, tecnólogos e empreendedores digitais latino-americanos interessados em desenvolver habilidades de mídia digital e ganhar experiência em organizações de mídia dos Estados Unidos.

 

*********

 

As inscrições para as bolsas vão até 30 de novembro e devem ser feitas no formulário online.

 

**********

 

O programa tem duração de seis semanas, e vai de 22 de abril a 31 de maio de 2019. A experiência envolve alguns dias de treinamento prático em Washington e, depois, cada bolsista escolhe uma redação em que ficará por quatro semanas.

 

**********

 

Os selecionados terão todos os custos cobertos pelo programa, incluindo passagens, moradia e despesas com custo de vida. O ICFJ também auxiliará os escolhidos a obterem o visto de intercâmbio para os Estados Unidos, se necessário.

 

***********

 

A inscrição é gratuita e a iniciativa conta com o apoio do Professional Fellows, programa do Departamento de Estado norte-americano. Ao final do programa, os participantes se reunirão no Professional Fellow Congress, em Washington.

 

*********

 

Para se candidatar, é necessário ter entre 25 e 40 anos e trabalhar em seu país de origem, além de fluência em inglês.

 

*********

 

Esse é o problema da maioria dos jornalistas filiados ao SINJOR. Segundo Lenilson Guedes o filósofo que deu aula ao psicanalista Sigismund Freud; no Sindicato dos Jornalistas de Rondônia o mais novo, é o Gonzales assim mesmo, já deve ter seus quase meio século de charge.

 

*********

 

Hoje é o dia do Projeto Portões Abertos um evento da ALA 6 – Base Aérea de Porto Velho. Os portões serão abertos as 10 horas e só fecharão as 16. A entrada é franca, apenas com um detalhe:

 

**********

 

Se você quiser concorrer a Voo no Simulador do Caça A-29 é só levar 1 Kg de alimento não perecível e trocar pela senha do Voo.

 

*********

 

Leva as crianças para bater fotos ao lado dos aviões da Força Aérea Brasileira. Vai ter show com a Banda da Base Aérea e Bandas locais, além disso você aprecia os paraquedistas e muito mais.

 

********

 

Estamos a uma semana da eleição do Segundo Turno. Os candidatos a presidência da República e ao governo de Rondônia, continuam se pegando através das mídias sejam as consideradas sociais, ou a mídia tradicional formada pelas TVs, Jornais Impressos e Revistas.

 

********

 

Tem candidato apelando para o livro sagrado, quando se ver aperreado: “Aqui se faz, aqui se paga! Tá na Bíblia”. Em qual versículo candidato?

 

********

 

O outro quando se ‘enrola’, lembra sua patente, seu nome e número. Os dois estão mais perdidos que “cego” em tiroteio!

 

********

 

É assim mesmo. Na política a única coisa que vale é NÃO PERDER A ELEIÇÃO!

 

********

 

Agora que existe grande diferença entre um e outro não temos dúvida. Só não digo quem faz a diferença porque não sou covarde em falar o nome e o número de um e deixar o outro a ver navios.

 

********

 

O que está escrito na Bíblia de verdade, é: “Quem com ferro fere, com f erro será ferido”

 

********

 

Tem outra: “É olho por olho e dente por dente”.

 

*******

 

Na cultura popular o ditado é bem mais realista: “Quem tem olho grande, não entra na china” ou então: “Quem tem mede de c… Não come”.

 

********

 

E tem a letra do samba: “Ha os que vão pra mata, pra cachoeira ou pro mar; mas, eu que sou do samba, vou pro terreiro sambar”.

 

 

Última edição do Projeto

Som Livre será domingo


 

A última edição deste ano do Projeto Som Livre, será realizada neste domingo (21), às 17 h, no Espaço Alternativo de Porto Velho. A atração musical ficará por conta da Banda “Dom Ramon”.

 

O projeto idealizado pela Prefeitura, por meio da Fundação Cultural, ocorrerá integrado a programação da 1º Caminhada Nacional de Combate à Obesidade, realizada pelo Instituto Vigor. “O Som Livre tem reunindo muitos espectadores nos finais de tarde, no Espaço alternativo”, informa o presidente da Funcultural de Porto Velho.

 

 

O projeto será suspenso temporariamente em virtude do clima chuvoso, que interfere na montagem da estrutura de som ao ar livre, característica principal da proposta. Neste ano de 2018, foram 16 edições do Som Livre.

 

Com o sucesso do projeto, o presidente da Funcultural, Ocampo Fernandes, garante que a atividade retorna em março de 2019. “Já faz parte da nossa programação. Em todas as edições o público participou”. Garantiu.

 

 

Projeto Som Livre

Domingo 21 de outubro

Local: Espaço Alternativo

Hora- A partir das 17 horas.

 

(Comdecom)

 

 

 

Ministério da Cultura celebra Dia

da Música Popular Brasileira


 

Ela traduz as múltiplas identidades culturais do País e se apresenta como uma das mais poderosas formas de preservação da memória coletiva. Celebrada no dia 17 de outubro (quarta feira passada), ela faz festa diária na vida de todo cidadão brasileiro. Instituído pela Lei Nº 12.624, de 2012, o Dia Nacional da Música Popular Brasileira é uma homenagem ao aniversário de nascimento de Chiquinha Gonzaga, que pode ser considerada a primeira compositora popular do País.

 

Chiquinha nasceu no Rio de Janeiro, em 1847, e foi responsável por um reboliço musical e social na cidade. Frequentou as rodas musicais do local e teve atuação na libertação dos escravos numa época em que as mulheres não tinham espaço na música e na política. Como diz o musicólogo e diplomata Vasco Mariz, em crítica sobre a compositora, "sua atividade era extraordinária em todos os setores. Basta dizer que só para o teatro escreveu nada menos de 77 partituras, quase todas encenadas e muitas delas com bastante sucesso".

 

 

 

A atuação da compositora reverbera ainda hoje na importância da Música Popular Brasileira para o cenário musical nacional e para a forma como o País é identificado no globo. "O prestígio de nossa música consolida-se em todo o mundo, podendo ser considerada como um dos símbolos de nossa gente, seus hábitos, seus fazeres, haveres e falares", sintetiza o site do Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira, que conta com parceria do Ministério da Cultura (MinC).

 

Para o diretor do Centro de Música da Fundação Nacional de Artes (Funarte), Marcos Souza, a Música Popular Brasileira se mantém "riquíssima". "Temos uma diversidade absurda e, todo ano, nossa música é reconhecida no mundo inteiro. Cabe dizermos que existe uma potente riqueza explorada pelo setor que apresenta a música para o entretenimento, mas também há outros caminhos que procuramos estimular, como a música de contemplação", explica.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS